Principais pautas para o Conselho de Administração em 2020

margem de con
Compartilhe

O conceito de governança corporativa evolui à medida que transformações ocorrem no mundo. São muitas as mudanças sociais, ambientais, políticas e tecnológicas, sendo assim: como as empresas podem incorporar em seu dia a dia, estratégias para lidar com as constantes mudanças e não serem engolidas por elas?

Minha experiência de mais de 35 anos no mundo dos negócios e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, que também atua na implementação da governança corporativa nos negócios, decidi abordar quais temas podem ser trabalhados na agenda do conselho de administração em 2020.

Uma das pautas para a agenda do conselho de administração em 2019 foi a importância da renovação constante do conselho de administração, ou seja, de garantir que entre os membros haja diversidade de habilidades e que estejam alinhados com as estratégias e necessidades futuras do negócio.

Na década de 2020 o que tende a ser prioridade na agenda do conselho de administração? Vamos refletir.

Confira: Responsabilidade na governança corporativa – Além das aparências

Fatores humanos nas pautas para a agenda do Conselho de Administração em 2020

Antes de entrar nas principais pautas em governança nesse ano, é fundamental refletir que muitas das mudanças estão ligadas ao cenário de instabilidade em que vivemos no mundo. Podemos atribuir essas mudanças ao tão falado mundo VUCA regido pela volatividade (volatility), incerteza (uncertainty), complexidade (complexity) e ambiguidade (ambiguity).

Estamos em meio a um mundo em que as mudanças são frenéticas, todos têm acesso às informações em tempo real, nesse cenário de transformações “transparentes”, as empresas precisam procurar o melhor caminho para que evoluam enquanto organizações, mesmo em um ambiente corporativo que se mostre, em tantos momentos, hostil.

Há alguns temas que serão cada vez mais discutidos nos próximos anos e que serão fundamentais na agenda do conselho de administração em 2020.

Propósitos e valores da organização

Os propósitos e valores da organização estarão mais fortes na definição da agenda do conselho de administração em 2020. Os fatores humanos precisarão estar cada vez mais presentes nas pautas do conselho.

E não vamos pensar nos propósitos e valores de uma empresa como algo estático e definido em seu passado. Propósitos e valores precisam sempre passar por reavaliação por parte da empresa, com foco em ações no presente e futuro da organização.

É necessário que em cada reunião, debate, tomada de decisões, etc., exista por parte dos membros do conselho, a consciência sobre os propósitos e valores que movem a empresa, que pode, inclusive, auxiliar no processo que envolve a criação de estratégias e mudanças em prol do desenvolvimento do negócio.

Nem todas as estratégias para se obter lucratividade, por exemplo, são válidas, se ferem os valores e propósitos de uma organização. E não podemos falar em propósito e valores, sem pensar na responsabilidade corporativa, um dos princípios mais importantes em governança corporativa.

Saúde mental dos colaboradores

Saúde mental é um tema que vem sendo trazido para reflexão no ambiente corporativo de alguns anos para cá. Segundo Índice de Saúde Organizacional, realizado e divulgado pela consultoria McKinsey, com 100 países, foi mostrado que quando o assunto é motivação, o Brasil fica oito pontos atrás na comparação global.

Pesquisa divulgada em 2018 mostrou que 30% dos profissionais brasileiros, sofrem da Síndrome de Burnout, caracterizada pelo acúmulo de estresse e esgotamento por trabalho.

A sensação de bem-estar está intimamente ligada ao desempenho dos colaboradores em uma empresa, o que resulta obviamente nos índices econômicos, mas o essencial é realizarmos a reflexão sobre o conceito de ética na governança corporativa. Ética não está apenas ligada ao relacionamento de uma organização com o mundo, com o ambiente externo. Está ligada à maneira como uma empresa se relaciona com os seus colaboradores.

Deve ser de responsabilidade da gestão de uma empresa, garantir um ambiente organizacional saudável, em que as pessoas sintam-se bem e não psicologicamente afetadas. Essa é uma pauta fundamental para o conselho de administração em 2020, afinal, fatores humanos, como saúde mental e comportamento, estão totalmente ligados ao sucesso de uma empresa.

Inteligência artificial e todos os temas ligados a avanços tecnológicos

Todos os temas relacionados aos avanços tecnológicos, como a Inteligência Artificial e de que maneira tem impactado o ambiente corporativo; a proteção de dados; impactos do mundo digital na economia e na sociedade, são temas que serão ainda mais pertinentes na agenda de conselho de administração em 2020.

Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709, entrará em vigor em agosto deste ano e seu principal objetivo é regulamentar o tratamento de dados pessoais de clientes e de usuários, por empresas públicas e privadas. Empresas que não cumprirem as novas exigências poderão ser multadas em até R$50 milhões.

Esses são assuntos que constantemente precisam fazer parte da agenda em governança corporativa e serão ainda mais discutidos em 2020.

Agenda de Desenvolvimento Continuado

É fundamental que no ambiente corporativo, o conhecimento faça parte da rotina diária de todos. A agenda de desenvolvimento continuado específica para conselheiros deve ter como foco o aprimoramento de conhecimentos e habilidades, não apenas técnicas, mas socioemocionais, resultando em um melhor relacionamento com as demais equipes, o que obviamente impacta positivamente na cultura organizacional.

Vale lembrar que esse assunto vai muito além das autoavaliações geralmente anuais, em que as pessoas respondem sem qualquer reflexão ou debate após o processo de avaliação.

Leia: Ausência de equidade na governança corporativa gera organizações doentes

Otimização do tempo do Conselho

É sempre fundamental para garantir a produtividade das reuniões do conselho, que haja a otimização do tempo no que se refere aos tantos temas que são tratados.

É preciso que seja questionado como o tempo tem sido aproveitado nas reuniões e de que maneira poderia ser melhor administrado.

Fatores humanos imprescindíveis na agenda em governança

Ainda que já tenha mencionado em vários pontos do texto sobre fatores humanos em pauta na agenda do conselho de administração em 2020, é importante destacar a razão dessa temática.

Comportamento e habilidades sociais são temas cada vez mais discutidos, não se pode, de maneira alguma, desassociar esses temas dos assuntos técnicos tratados em uma empresa. Os fatores humanos literalmente movem uma organização, mais do que conhecimentos ou ações técnicas.

Habilidades de comunicação, traquejo social, transparência ao lidar com as partes interessadas (stakeholders), entre outras habilidades, são indiscutivelmente imprescindíveis em organizações em desenvolvimento e ascensão.

Deve ser parte da agenda de conselho de administração em 2020 os fatores humanos relacionados ao funcionamento da empresa, essa também é uma maneira de reforçar uma cultura organizacional baseada na valorização das pessoas e no diálogo.


Compartilhe

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.