Compartilhe

A depressão no ambiente de trabalho é uma realidade entre as empresas. Segundo boletim informativo de fevereiro desse ano da Previdência Social, de todos os benefícios que o Regime Geral de Previdência Social concede, pouco mais de 43% é de auxílio-doença, ou seja, quase a metade dos benefícios concedidos.

Recentemente falei sobre o assunto saúde mental no trabalho em tempos de Covid-19, e no artigo de hoje quero falar sobre a depressão relacionada ao trabalho. Tenho me interessado por esses temas nos últimos meses, porque com minha vivência de mais de 35 anos no mundo corporativo e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, sei o quanto problemas de saúde mental afetam o trabalho e nesse cenário de pandemia e crise, a tendência é que haja piora nesse cenário.

Por mais complexas que sejam as crises, como essa que estamos vivenciando por conta da pandemia de Covid-19, fica muito mais difícil conseguir reverter situações desfavoráveis nos negócios, se a saúde mental dos gestores e colaboradores está afetada. A depressão no ambiente de trabalho é um mal que influencia diretamente a gestão das empresas e como vão lidar em situações adversas.

Males da depressão no ambiente de trabalho

Dentre as doenças mentais mais comuns associadas ao trabalho, estão: depressão, transtorno de pânico, ansiedade e síndrome de Burnout.

Mas hoje quero falar sobre a depressão relacionada ao ambiente de trabalho, associada a uma condição de isolamento (referente ao novo modelo de trabalho home office adotado nos últimos meses), à pressão psicológica, ao ritmo agressivo de trabalho, a dificuldades ou desentendimentos no ambiente de trabalho, carga de horário estendida, assédio (sexual e moral), autocobrança, entre outros.

Segundo estudo de projeção da Organização Mundial da Saúde, a depressão seria a maior causa de incapacidade no mundo até 2020, mas ninguém poderia imaginar um problema de saúde pública mundial e mudanças bruscas de comportamento por conta da pandemia. O isolamento social e o medo frente ao problema, só agravam os casos de problemas mentais entre a população.

A depressão pode ser desencadeada por diversos fatores, que podem estar associados. Uma pessoa que já apresenta pré-disposição e é submetida a condições de trabalho estressantes, por exemplo, pode vir a desenvolver essa doença.

Hoje sabemos que é cada vez maior a exigência por longas jornadas de trabalho, permanências longas de conexão e por longos períodos com equipamentos eletrônicos, pressão por resultados e competitividade.

Algumas profissões são mais conhecidas pelas cobranças do dia a dia, como as ligadas ao mercado financeiro, focado na compra e venda de ações; controladores de voo; profissionais da área de segurança; profissionais de jornalismo; médicos e enfermeiros.

Dentre os principais sintomas de depressão no ambiente de trabalho, estão:

  • Desmotivação;
  • Falta de energia;
  • Isolamento social;
  • Alterações no sono;
  • Alterações no apetite;
  • Falta de iniciativa;
  • Desânimo;
  • Mau humor;

Entre outros.

Nos casos em que o trabalho se torna o fator responsável por desencadear o problema, o empregador pode vir a ser responsabilizado, porque pela Lei, tem o dever de manter um ambiente de trabalho seguro e saudável para os seus colaboradores.

Como prevenir a depressão no ambiente de trabalho?

Primeiro é preciso salientar que a depressão não ocorre apenas entre os colaboradores, mas entre os gestores do negócio.

Um dos primeiros sinais a serem observados na empresa é que um deprimido no ambiente de trabalho, passa a não sentir vontade de fazer nada, além disso, apresenta baixa produtividade. Por muitas décadas esse comportamento de desinteresse era encarado como “preguiça”, mas hoje sabemos que se trata de um problema muito sério que precisa de atenção.

O que oriento para o combate da depressão no ambiente de trabalho é:

Pratique a empatia

As pessoas são únicas e reagem de maneira diferente frente às situações do dia a dia. Ninguém é obrigado a ter a mesma opinião, por isso é preciso saber aceitar as diferenças, ouvir com respeito o que a outra pessoa tem a dizer e, sobretudo, conhecer os próprios limites e respeitar os limites das demais pessoas.

Na verdade a empatia deve fazer parte da cultura organizacional da empresa e ser incentivada em todas as suas áreas.

Busque ajuda especializada

A depressão é uma doença grave. Não se lida com ela sem ajuda médica, afinal, a maioria dos casos requer o uso de medicamentos, por isso, a TCC (Terapia Cognitivo-Comportamental) e ajuda psiquiátrica, é fundamental.

Inclusive, quando se trata de uma depressão ocasionada no ambiente de trabalho, há muitos profissionais da área da Psicologia e Psiquiatria aptos a lidar com esses casos específicos.

Faça a sua parte

O gestor ou profissional de RH exerce uma função de importância na empresa e também é responsável por cuidar da qualidade de vida dos colaboradores.

Para garantir que a depressão fique longe do ambiente de trabalho, esses profissionais devem estar atentos às seguintes situações:

  • Valorizar os colaboradores tanto individualmente quanto coletivamente;
  • Cada colaborador contribui de alguma maneira para que a empresa se desenvolva no mercado;
  • Saber dar e receber feedbacks, a arte de saber ouvir é muito mais importante muitas vezes, do que a arte de falar;
  • Ter cuidado para que a cultura organizacional seja sempre harmoniosa, resolvendo situações conflitantes, antes de se tornarem irremediáveis;
  • Elaborar planos de cargos e salários para motivar e engajar os seus colaboradores;
  • Treinar outros gestores para que se tornem líderes junto a essa batalha;
  • Identificar os primeiros sinais da depressão no ambiente de trabalho e oferecer ajuda qualificada a quem precisa.

O profissional de RH tem um papel muito importante para a prevenção da depressão no ambiente de trabalho.

Se o gestor sentir alterações em seu comportamento e sinais de depressão, deve procurar ajuda psicológica o quanto antes.

Como a gestão humanizada pode ajudar no controle da depressão no ambiente de trabalho?

A base de uma gestão humanizada é o olhar para si e para os colaboradores, para que os problemas não evoluam.

Abraçar essa causa da prevenção à depressão é dever das empresas, esse é um problema que só cresce e nesse cenário de pandemia tem se agravado.

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe. Lembre-se que na MORCONE Consultoria Empresarial pensamos em cada parte do seu negócio, utilizando metodologias e práticas inteligentes.

 

Veja também:

Planejamento mercadológico é imprescindível durante e no pós-pandemia

Por que o empresário precisa ser Antifrágil em meio à crise?


Compartilhe