Compartilhe

Nenhuma empresa sobrevive no mercado sem planejamento financeiro de longo prazo. Sendo assim, há uma área da gestão fundamental que precisa de atenção: planejamento orçamentário.

Há mais de 35 anos no mundo empresarial e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, ajudando empresas independentemente de porte e segmento, inclusive, na elaboração e ajuste do planejamento orçamentário, hoje trago um artigo sobre o assunto.

Gestão Orçamentária contempla:

  • Planejamento orçamentário;
  • Simulações de Cenários;
  • Acompanhamento Orçamentário;
  • Revisões Orçamentárias.

Basicamente o planejamento orçamentário envolve planejar as receitas, custos, despesas e investimentos que o negócio estima para os próximos meses ou anos.

Muitos gestores costumam confundir o planejamento orçamentário com o planejamento financeiro. Enquanto no planejamento financeiro se definem metas de investimentos, gastos, receitas e meios para poder alcançá-las, com o planejamento orçamentário é possível elaborar um planejamento de médio e longo prazo, com base na análise de um cenário mais concreto.

Valor do planejamento orçamentário para o negócio

O orçamento é um instrumento de gestão fundamental para o planejamento e monitoramento da situação de um negócio. Independentemente do porte e segmento de empresa, esse controle é imprescindível.

Qualquer iniciativa operacional ou estratégica deve passar pelo planejamento orçamentário. No geral, a previsão ocorre com base no prazo máximo de um ano, o que ajuda o gestor a ter uma estimativa aproximada do que deverá enfrentar no futuro.

A cada objetivo almejado pela empresa, o planejamento orçamentário será responsável por estipular metas para cada um dos setores.

Recorrentemente, entre as empresas que atendo, encontro problemas no planejamento orçamentário, ou porque não é o tipo mais indicado para a empresa ou porque em sua execução apresenta falhas.

Em pequenos e médios negócios, por exemplo, há muitos casos de gestores que se limitam ao acompanhamento mensal, além disso, a inconsistência de informações também costuma ser um problema, como gestores e supervisores não saberem claramente quais são os objetivos e metas do negócio.

Além disso, ainda há muitas empresas que consideram desnecessário o planejamento orçamentário e resistem para essa mudança, mas se antecipar a resultados futuros é essencial e, com base no bom planejamento, muitas empresas se mantêm no mercado, mesmo em um cenário mais complexo como esse enfrentado nos últimos meses.

Embora sejam instrumentos diferentes, o planejamento financeiro e orçamentário caminham juntos. O primeiro enxerga um futuro que não está previsto pelo segundo. Vamos considerar que uma empresa esteja pensando em abrir uma nova filial, o investimento para o alcance desse objetivo estará presente no orçamento, mas o planejamento financeiro irá definir como e quando será essa abertura, qual o investimento total que será realizado e o retorno que o negócio terá por meio desse investimento em expansão.

Orientações fundamentais 

Faça o planejamento com calma

O planejamento orçamentário é um instrumento complexo, isso porque envolve diversos setores em uma organização e análises do plano financeiro. A elaboração deve ser realizada com cuidado considerando um longo prazo de antecedência.

Se o negócio estiver com dificuldades nesse momento, é fundamental que conte com o auxílio de um profissional especializado.

Não tome decisões sem ajuda

O planejamento precisa envolver aspectos operacionais e financeiros. No processo de elaboração é preciso considerar a opinião dos profissionais responsáveis por diversos setores.

Novamente é fundamental a orientação no processo, para a organização de todas as informações necessárias.

Revisão periódica do planejamento 

Por meio desse instrumento de gestão, é possível nortear a administração do negócio sobre as aspirações e situação do negócio. É uma maneira de avaliar a realidade e se está de acordo com o que foi planejado.

Objetivos e metas claros

O orçamento tem como base o passado da empresa, e, por meio deste, são identificadas as mudanças necessárias. É por meio dele que são mensuradas as atividades da empresa e o resultado disso é a melhora na avaliação e utilização de recursos.

Metas precisam ser traçadas com base na análise desses dados ou o planejamento com o intuito de alcançar objetivos específicos não terá sentido.

Quais os meios de produção mais adequados?

Objetivos estipulados e é o momento de ir em busca dos meios para alcançá-los. Além disso, é preciso pensar de onde virão os recursos para investir em melhorias no processo.

Simulação de cenários

O desenvolvimento em torno do orçamento precisa levar em consideração a simulação de cenários, que se refere a projeções sobre mudanças externas e internas, identificando e também promovendo a análise dos impactos que o negócio pode vir a sofrer.

É preciso ter um software de planejamento orçamentário?

Esse é um meio para diminuir as probabilidades de erro no momento do controle do orçamento. Os problemas podem ser reduzidos com a utilização dessas ferramentas, além disso, o planejamento se torna mais eficiente, seguro e objetivo.

Realizando um bom planejamento 

Pequenas e médias empresas podem contar com informações importantes e gratuitas por meio de algumas instituições, como é o caso do SEBRAE, que disponibiliza um instrumento de apoio gerencial para o planejamento e controle orçamentário (aqui).

A partir da compreensão da importância do valor desse instrumento é fundamental colocá-lo em prática. Sempre que surgirem problemas e dificuldades, é essencial procurar ajuda experiente.

Gostou do conteúdo? Compartilhe. Lembre-se que na MORCONE Consultoria Empresarial pensamos em cada parte do seu negócio, utilizando metodologias e práticas inteligentes.

Veja também:

Gestão da empresa comparada a um triângulo? Entenda

Entenda sobre os principais tipos de planejamento orçamentário


Compartilhe