Compartilhe

Este artigo tem o propósito de contribuir com as dúvidas mais comuns do que significa e para que serve a Margem de Contribuição e o Ponto de Equilíbrio na gestão do dia a dia das empresas.

Vai ser um artigo diferente, com perguntas e respostas.

Vamos lá?

O que significa Margem de Contribuição nas empresas?

É a quantia em dinheiro que sobra da Receita Líquida, obtida através das vendas,  de um produto, ou serviço, após retirar o valor dos Custos Fixos e Custos Variáveis. Lembrando que Custo é diferente de Despesa. Tal quantia é que irá garantir a cobertura das Despesas, do lucro e dos impostos ligados ao lucro. O termo Margem de Contribuição é usado quando nos referimos a todo o volume de venda. Quando nos referimos a uma unidade do produto, o termo correto a ser utilizado é Margem de Contribuição Unitária. Logo, quando calculamos a diferença entre o preço de venda (da unidade) e o custo unitário, estamos calculando a Margem de Contribuição Unitária.

Qual a diferença entre Lucro e Margem de Contribuição?

Há uma confusão muito grande com estes termos. É comum ouvirmos que determinado produto, ou família de produtos, tem lucro “X”. Na verdade Lucro é o resultado de:

Receita Bruta

(-)

Deduções de Vendas

(=)

Receita Líquida

(-)

Custos do Produto/Serviço vendido

(=)

Margem de Contribuição

(-)

Despesas

(=)

LUCRO

Portanto Lucro é o resultado final antes de se tributar o Imposto de Renda e a Contribuição Social que, somente depois disto, tem-se o LUCRO LÍQUIDO.

RESUMINDO! Margem de Contribuição é diferente de LUCRO.

Qual a finalidade de se calcular a margem de contribuição?

A margem de contribuição é uma ferramenta gerencial que permite ver se a receita que sobra da venda dos produtos ou serviços é suficiente para cobrir os custos variáveis e custos fixos do produto/serviço vendido. É por meio dessa análise que se pode entender por que uma empresa que vende bem, não consegue gerar lucro para os seus sócios.

O conceito de margem de contribuição se refere a todo o leque de produtos ou serviços oferecidos pela empresa. Se esse cálculo considerar o peso que cada produto possui na receita total, obtém-se a margem de contribuição ponderada.

Também é possível calcular a margem de contribuição unitária, ou seja, para cada produto separadamente. Esse cálculo mostra o quanto cada produto contribui para os resultados finais, garantindo que nenhum deles esteja dando prejuízo.

Conhecer a margem de contribuição é essencial para fazer a precificação dos produtos. Além disso, a partir da margem de contribuição, o empresário consegue calcular o ponto de equilíbrio. Por definição, o ponto de equilíbrio é aquele em que as receitas se igualam aos custos e despesas. Ele permite saber qual a quantidade mínima de produtos a serem vendidos para que o negócio não fique no vermelho.

Se o negócio não estiver dando lucro, o empresário pode estudar meios de aumentar sua margem de contribuição. Isso pode ser feito tanto pela adoção de um preço de venda mais equilibrado como pela redução dos custos fixos e variáveis.

Leia também: Diferença entre lucratividade e rentabilidade – Entenda 

Como calcular a margem de contribuição unitária?

A margem de contribuição é calculada de forma simples. No caso da margem de contribuição unitária, é preciso saber o preço de venda Bruto (PVB), as Deduções de Vendas (DDV), o custo do produto ou serviço vendido (CPV ou CSP).

Exemplo!

Vamos imaginar uma empresa com um único produto. Ela compra uma camiseta por R$ 20 e revende a R$ 50, pagando 10% de imposto e 3% de comissão para os vendedores, temos:

PVB = R$ 50,00 (exemplo das camisetas)
DDV = – R$ 6,50 (13% DO PVB)
PVL = R$ 43,50
CPV = – R$ 20,00
MCU = R$ 23,50
IMC = (MCU/PVL) x 100 = (R$23,50 / R$43,50) x 100 = 54,02%

Temos ainda:

MCU = PVL x (IMC/100) = R$ 43,50 * 0,5402 = R$ 23,50
PVL = CPV / (1-[IMC/100]) = R$ 20,00 / (1-0,5402) = R$ 43,50
PVB = PVL / (1-[%DDV/100]) = R$ 43,50 / (1-0,13) = R$ 50,00

Ou seja, cada camiseta possui uma margem de contribuição unitária de R$ 23,50. Para saber o índice de margem de contribuição (percentual), basta dividir o valor calculado pelo preço de venda líquido da camiseta. Nesse exemplo, o índice de margem de contribuição da camiseta é de 54,02%.

IMC = (MCU/PVL) x 100 = (R$23,50 / R$43,50) x 100 = 54,02%

Com o cálculo desse percentual, dá para descobrir facilmente qual a margem de contribuição total da venda dessas camisetas para a empresa. Como o custo, o imposto e a comissão são proporcionais, basta aplicar o IMC sobre a receita total obtida com a venda desse produto. Assim, se a empresa vendeu, em um mês, 157 camisetas a R$ 50 cada, recebeu um total de R$ 7.850,00. Pagou de impostos e comissão R$1.020,50, e teve um custo do produto vendido de R$3.140,00. Portanto sobrou R$3.689,50 como Margem de Contribuição ou 54,02% toda a operação.

Vejamos!

RB = (R$ 50,00 x 157) = R$7.850,00
DDV = – R$1.020,50 (R$7850,00 * 0,13)
PVL = R$ 6.829,50
CPV = – R$3.140,00 (R$20,00 * 157)
MC = R$ 3.689,50
MCU = R$ 3.689,50 / 157 = R$ 23,50

Supondo que essa empresa só tenha esse produto no catálogo, para que ela dê lucro, a soma de todas as despesas deveria ser menor do que R$ 3.689,50.

Vejamos uma simulação considerando como despesa total R$2.115,00!

DESPESAS = DESPESA ADMINSIRATIVA + FINANCEIRA + PRO LABORE
DEPESAS = – R$ 2.115,00
PE = DESPESAS / MCU
PE = R$2.115,00 / R$23,50 = 90 camisetas
LUCRO = (QTD.TOTAL – PE) x MCU = (157-90) x R$23,50 = R$1.574,50
LUCRO = R$1.574,50

Se a empresa tiver um grande leque de produtos, a melhor maneira de calcular a margem de contribuição total seria apurando as margens de contribuição unitária ou por família.

Confira também: Entenda como fazer um controle financeiro empresarial de maneira eficiente 

Por que é tão importante ter a margem de contribuição por produto?

Porque quando você tem a margem de contribuição UNITÁRIA por produto, você consegue calcular uma coisa muito importante que é o PONTO DE EQUILÍBRIO de sua empresa.

No exemplo anterior o ponto de equilíbrio é 90 camisetas, ou seja, com este volume eu pago os custos e as despesas. A partir da 91º camiseta, inicia efetivamente a geração de Lucro.

Vejamos o gráfico a seguir:

Portanto é fundamental, para a perfeita gestão da sua empresa, que você tenha na ponta do lápis, a margem de contribuição unitária e o ponto de equilíbrio.

Esperamos que com este artigo tenha ficado clara a importância do tema.

Caso ainda tenha alguma dúvida, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo whatsApp +55 14 4141 0111. Estaremos sempre à disposição para ajudá-lo na melhor gestão de sua empresa.


Compartilhe