Compartilhe

Em fevereiro, cheguei a escrever um artigo apontando sobre as principais pautas para o Conselho de Administração em 2020, mas logo depois tivemos esse problema de pandemia mundial e muitos negócios precisaram rever suas trajetórias e temáticas dentro da governança corporativa para a execução durante o ano.

Curioso era que nesse artigo, falava justamente sobre o cenário de instabilidade vivenciado no mundo, devido ao que conhecemos como mundo VUCA (regido pela volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade), só não imaginava um problema de saúde pública mundial como parte desse cenário caótico.

Com 35 anos de experiência no mundo dos negócios e desde 2015 atuando como sócio-diretor na MORCONE Consultoria Empresarial e atuando, inclusive, na função de conselheiro administrativo, hoje quero falar sobre a responsabilidade do conselho de administração em tempos de pandemia.

Afinal, o que esperar, diante desse cenário instável economicamente, por conta da pandemia de covid-19 no Brasil? Qual o papel do conselho de administração nesse cenário?

Confira: Saiba o que envolve o conselho de administração na Governança Corporativa

Entenda sobre a responsabilidade do conselho de administração em tempos de pandemia

Cabe aos membros do Conselho de Administração e aos diretores das empresas, nesse momento de crise, tomar decisões rapidamente diante de um cenário de pressão por resultados. As empresas hoje lidam com problemas com os seus fornecedores e com as quedas na demanda por seus produtos e serviços. Enquanto muitas pessoas pensam “quando a pandemia terminar” os negócios precisam decidir enquanto a pandemia acontece, até mesmo porque a permanência das empresas no mercado pós-pandemia está em jogo.

A pandemia de Covid-19 representa um momento dramático para a maioria das empresas, e nesse momento, o papel do conselho de administração é ainda mais importante.

Foi lançado pelo IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa), o guia Governança Corporativa: Covid-19 e o Conselho de Administração, em parceria com o BID Invest, com orientações aos conselhos de administração das empresas nesse momento turbulento.

É necessário ter um Comitê de Crise?

Deveria ser uma prioridade nesse momento. A ideia de um comitê de crise sob a ordenança do conselho de administração é promover a compreensão da exposição do negócio nas vertentes financeira, operacional e estratégica.

A função desse comitê é de elaborar e implementar, passando pela aprovação do conselho, um “plano de emergência”, que possa englobar todas as áreas da organização. No caso de um comitê de crise é essencial que haja comunicação direta e eficiente entre essa área operacional e o conselho de administração.

É responsabilidade do conselho de administração em tempos de pandemia ajudar a apontar os melhores caminhos para que a empresa supere esse momento de crise.

E quanto à saúde e segurança de todos os envolvidos no negócio?

Junto à administração do negócio, o conselho também tem o papel de definir as políticas necessárias para a proteção e bem-estar de todos os colaboradores da empresa. Também é responsabilidade do conselho de administração em tempos de pandemia auxiliar no controle da disseminação do novo coronavírus, isso vale não apenas nas dependências do negocio, como nas comunidades em que está envolvido.

É fundamental que a organização preste o tratamento imediato em casos suspeitos e em casos de contágios confirmados. A possibilidade do trabalho home office, organização do trabalho em diferentes turnos e o monitoramento das práticas de prevenção recomendadas pelas autoridades de saúde, também é de suma importância.

E quanto aos problemas relacionados às cadeias de produção?

Não apenas às cadeias de produção, mas também o que envolve as cadeias de suprimento e logística, também faz parte da responsabilidade do conselho de administração em tempos de pandemia.

O ideal é que o conselho instrua a administração para que ocorra a constante avaliação do fluxo de produção, do quadro de fornecedores atuais, o que ajuda na identificação de alternativas para o processo produtivo e para a cadeia de suprimentos.

É sempre importante rever, independentemente do cenário de crise, como tem sido a logística de aquisição de suprimentos e de escoamento de produtos, isso é importante para definir planos de contingência e diminuir consideravelmente os prejuízos em longo prazo.

Covid-19 e o Conselho de Administração

No guia da IBGC em parceria com a BID Invest, são sugeridos alguns questionamentos específicos ao Conselho de Administração, como:

  • Quão preparado está o negócio para reagir com precisão, rapidez e confiança?
  • Quais informações contínuas o Conselho precisa ter sobre a crise?
  • As cadeias de fornecimento precisam ser ajustadas?
  • Qual é a força do nosso modelo de negócios subjacente?
  • Como o Conselho aprende com essa experiência?

É responsabilidade do Conselho de Administração em tempos de pandemia nortear os negócios para que tomem as melhores decisões em um cenário em que é preciso agir com precisão e rapidez.

Na MORCONE Consultoria Empresarial, também atuamos na implementação de governança corporativa nas organizações. Além disso, traçamos estratégias para a recuperação financeira de empresas. Para saber mais, entre em contato conosco.


Compartilhe