Compartilhe

Uma comparação do mercado de vendas de comércio eletrônico de 2020 com as vendas de 2021, realizada pela Criteo, mostrou aumentos consideráveis na venda de dispositivos portáteis e de produtos domésticos e isso se deve à necessidade dos consumidores em isolamento em casa.

Com mais de 35 anos no mercado corporativo e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, hoje trago um artigo sobre como aumentar as vendas na internet em período de crise.

Melhorando as práticas de e-commerce em meio à pandemia

Foque na otimização da loja virtual

Aquelas pessoas que eram mais receosas quanto às compras online, se renderam durante a pandemia.

As empresas que conseguiram explorar ao máximo essa modalidade conseguiram se manter, mesmo diante de um cenário de incertezas.

Mas é importante que o site do negócio seja responsivo, ou seja, de fácil acesso aos consumidores e que conte com um bom sistema de segurança de dados, que repasse ao cliente confiabilidade no momento da compra.

Campanhas nas redes sociais

Aqueles que desejam aumentar as vendas na internet em período de crise também precisam investir nas redes sociais, estar onde o público está.

É preciso repensar o uso de cada plataforma e possibilitar aos seus consumidores ser encontrado facilmente no meio virtual.

CRM como aliado

Para o controle das vendas é fundamental contar com um bom sistema de CRM, que possibilita, inclusive, a segmentação dos clientes em potencial em relação à tomada de decisão até o fechamento da venda.

É ideal para monitorar os principais indicadores de vendas, ajudando em melhorias para melhores resultados.

Mas para a implementação de um bom sistema CRM é importante contar com apoio profissional, que possa indicar qual seria a melhor alternativa.

Muitas vezes como consultor fiz parte do processo de implementação não apenas do CRM, mas de outros softwares importantes para a gestão do negócio.

Aplicativos de delivery

Para quem trabalha com o ramo da alimentação, principalmente, estar nos aplicativos de delivery é fundamental. Mas é preciso se atentar quanto às taxas cobradas e normas impostas por cada plataforma.

Talvez seja necessário reajustar os valores dos produtos para não ficar no prejuízo.

Aprimore a qualidade do produto/serviço

Aquilo que é vendido não pode só parecer bom, precisa ser exatamente aquilo que aparenta.

É importante oferecer o melhor serviço, a melhor apresentação, é preciso oferecer ao cliente a melhor experiência possível, aliás, é a sensação de boa experiência que pode levar à fidelização do cliente.

Atendimento diferenciado

Se o cliente quiser encontrar a sua empresa, é fundamental que ele consiga acessá-la facilmente por diferentes meios.

O WhatsApp, por exemplo, pode ser uma ferramenta importante para divulgar produtos/serviços, promoções, mas vale sempre lembrar, até por conta da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que é preciso sempre ter a autorização do cliente para um contato posterior.

Nenhum cliente quer se sentir invadido, recebendo uma mensagem, telefonema, e-mail, que não foi solicitado ou permitido.

No momento da crise, cortar custos parece ser sempre a melhor solução, mas…

Para muitas empresas é comum, diante de períodos de crise, pensar em corte de custos, mas se realizados de maneira aleatória, sem análise prévia, pode não representar nenhum benefício à organização.

Para cortar custos é preciso contar com ajuda especializada, com uma visão externa ao negócio, que possa apontar os caminhos.

Se o e-commerce não tem trazido muitos resultados, é fundamental entender a raiz disso. Essa é uma ferramenta indispensável para que muitas empresas sigam no mercado, consigam se sustentar em período mais complexo.

Como estão as suas vendas? Você sente que algo está travado e precisa de melhores resultados?

Gostou do conteúdo? Compartilhe. Lembre-se que na MORCONE Consultoria Empresarial pensamos em cada parte do seu negócio, utilizando metodologias e práticas inteligentes.

Veja também:

Reestruturação financeira na crise de 2021 – Lidando com as urgências

Orientações de planejamento estratégico na crise  


Compartilhe